What do you want to do before you die?

(o que você quer fazer antes de morrer)

 

Este é um tema de um trabalho da artista norte-americana Nicole Kenney, que vive no Brooklin e decidiu sair com sua máquina Polaroid fotografando desconhecidos (www.beforeidieiwantto.org), que tentavam resumir em uma linha, o que querem fazer antes de morrer. A ideia não é nova. Mas a pergunta é filosófica e continua incomodando. Basta lembrar do sensível filme “Antes de partir”, estrelado por Jack Nicholson e Morgan Freeman.

 

Às vezes acho que vou morrer cedo. Sou sedentário e muito preocupado com a vida. Tenho plena consciência de que isso em nada me ajuda. Mas, sou assim. Por mais que não goste, sou assim.

 

Por outro lado, amo demais a vida. É uma experiência fabulosa. Principalmente por causa das pessoas. Elas são as flores desse jardim. Eu costumo pensar que, se fosse embora hoje, não poderia reclamar. Tenho visto o crescimento do meu filho. Hoje ele tem cinco anos. É um amigão e um “professor” da vida.

 

Além disso, trabalho com o que gosto de fazer. Meu cérebro não para. Vive a me dar ideias. E disso tenho tirado o meu sustento.

 

Mas, tenho um grandioso projeto de vida. Quero encontrar amigos pelo caminho. Confesso que isso não é fácil. Não por causa dos outros, mas por minha culpa. Sou um arrogante transvestido de bonzinho. Preconceituoso e, às vezes, venenoso. Sou intolerante e egoísta e, por isso, estou sempre envolto aos meus próprios sentimentos. Como é difícil encontrar amigos que me aceitem nessa condição. Até porque, não me apresento assim diante deles. Com “os outros”, uso minhas máscaras. E, todo relacionamento com máscaras não pode ser saudável em sua essência.

 

Mas a boa nova é que tenho consciência de tudo isso. E quero mudar. Como quero.

 

Então, em poucas palavras: eu gostaria de, antes de morrer, ter um grande amigo. Um amigo parceiro e confidente. Um amigo leal, honesto e próximo.

 

Tenho sentido falta dessa amizade. E, mesmo com tantas pessoas ao redor, muitas vezes me sinto só.

 

Lembro que, quando era criança e adolescente, as amizades pareciam ser mais fáceis. Eram desinteressadas. Sem nenhum tipo de expectativa. Era só estar junto.

 

 Sinto falta dessa amizade. É essa uma das minhas principais metas de vida. Sou carente de um “melhor amigo”before-i-die.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s